quarta-feira, 23 de setembro de 2009

TEGUCIGALPA OU TEGUCIGOLPE: EIS A QUESTÃO

O mundo todo volta seus olhos a Honduras, quando se encontra prestes a completar três meses o golpe de Estado dado pelas Forças Armadas deste país centro-americano. O Presidente Constitucional, Manuel Zelaya, voltou à capital, Tegucigalpa, para negociar seu restabelecimento na presidência do país.

Como bem adverte o colunista Gilson Caroni Filho, da Carta Maior, os golpistas latino-americanos podem ser tudo, menos autodidatas. É estritamente necessário verificar quem patrocina a usurpadora presidência de Roberto Micheletti. O povo hondurenho demonstra, inequivocamente, quem é o presidente legítimo do país, ao se envolver à embaixada brasileira, onde se encontra Zelaya.

A insurreição pacífica do povo hondurenho já é vítima do endurecimento das forças armadas, na mais pura exibição de como se fere, militarmente, os mais sagrados e fundamentais direitos da pessoa humana. Toques de recolher e repressão de manifestações populares através de balas de borracha, bombas de gás lacrimogênio e prisões ilegais são os meios pelos quais o governo usurpador "protege" o povo do presidente deposto.

Além de ignorar a existência dos direitos fundamentais, os usurpadores ameaçam violar as mais essenciais normas de direito internacional ao cogitarem invadir a embaixada brasileira. Não só o Brasil, mas toda a comunidade internacional, que não reconhece a ditadura militar instalada, está de parabéns por fazê-lo. Em pleno séc. XXI é inaceitável que alguns se achem no direito de assaltarem governos legítima e popularmente eleitos.

Mais do que nunca se faz necessária a recondução de Zelaya à presidência de Honduras. É preciso respeitar a vontade do povo hondurenho, acima de tudo. Do contrário, não faltarão razões para que, nos livros escolares de geografia, a capital de Honduras passe a se chamar Tegucigolpe.

Lucas Rafael Chianello, além da grande mídia.

Para saber mais sobre a volta de Zelaya:

Um comentário:

  1. Grande amigo Lucas. É sempre muito ler seus pensamentos e visões sobre a política e a comunicação.

    Um Grande Abraço!!

    Saulo Campos

    ResponderExcluir

Instruções para comentários:

1 - serão removidos pelo moderador aqueles que não estiverem relacionados com o conteúdo da postagem e/ ou conter palavras de baixo calão ou inapropriadas;

2 - para publicar seu comentário, você pode fazê-lo usando sua conta do google. CASO NÃO TIVER A CONTA DO GOOGLE OU PREFERIR NÃO USÁ-LA, escolha a opção Nome/URL e deixe a opção URL em branco que não haverá nenhum problema.