segunda-feira, 21 de junho de 2010

DUNGA: ALÉM DA GRANDE MÍDIA

Em primeira pessoa. E politicamente incorreto.

Já escrevi aqui outras vezes que não gosto de escrever em primeira pessoa. Mas hoje, novamente, não tem jeito. Assim comentarei o episódio envolvendo o técnico da seleção brasileira e o jornalista Alex Escobar, da Rede Globo de Manipulação.

O repórter/comentarista não tem culpa. Ele é um ser humano, vive num mundo capitalista assim como a maioria de nós (não estamos em Cuba, na Coreia do Norte, etc) e precisa vender a força de trabalho dele pra pagar suas contas no final do mês. Sinceramente, tenho até dó (putz, não era essa a melhor palavra, mas deixa pra lá). Alex Escobar era o cara errado na hora errada.

Só que o grande problema é a Rede Globo, que quer manipular tudo e enfiar goela abaixo dos telespectadores brasileiros sua imposição de visão sobre os fatos. E não bastasse a Globo querer mandar na política nacional e nos ter concebido Ayrton Senna um herói nacional (desse assunto falo com autoridade, modéstia à parte), a Globo quer mandar no futebol também.

A maioria dos grandes clubes brasileiros de futebol estão todos vendidos a Globo. Quebrados, falidos, carcomidos, a emissora com sede no Rio do Janeiro é a sua grande fonte de receita, muitas vezes depositada de forma antecipada, o que arrebenta os clubes mais ainda. Ou seja, o futebol brasileiro está na mão da Rede Globo.

Eu não torço para a seleção brasileira desde a final da Copa de 1998. Não ligo se meus times perdem, desde que lutando até o final, honrando as calças que usam. É fatalidade, só um pode vencer. Naquela final contra a França, o problema não foi perder com dois gols de cabeça do Zidane, mas sim escalar jogadores por pressão de patrocinador.

Se a farra da ingerência dos patrocinadores com o Dunga acabou, não sei. Enquanto a Nike, que já foi acusada de ter trabalhdores escravos por ai, fornecer o material esportivo da seleção, tô fora. Mas é preciso reconhecer que a farra midiática que a Globo fazia com a seleção acabou. Não sei como Dunga driblou o casamento, marcado pela submissão, entre a CBF e a emissora golpista de 1964. Mas que a farra acabou, acabou. Pelo menos temporariamente, colocou-se um ponto final (ou ponto e vírgula) na ingerência da Globo em detrimento de outras emissoras.

E essa ingerência, essa encheção de saco, fez com que o coitado do Alex Escobar pagasse o pato. Ele avalia a opinião de jogadores e técnicos em entrevistas coletivas para poder formar a opinião dos seus telespectadores. Mas ele não foi xingado porque simplesmente discordou de Dunga. Foi xingado porque discordou e estava ali a serviço da Rede Globo (procurem o vídeo no youtube, não vou colocar nada aqui não, estou com preguiça), a emissora que manda e desmanda no futebol brasileiro mas perdeu seus privilégios com o capitão do tetra no comando.

A manipulação é tanta, mas tanta, que a incoerência chega ao cúmulo do absurdo. Ao mesmo tempo em que a Rede Globo de Manipulação nos trata como otários com seu jornalismo esportivo ufanista e babaca (sim, estou copiando o Flávio Gomes), ela vem com os papos de que está torcendo pro Brasil ganhar a Copa independente do treinador. A Globo, torcer pro Brasil? Torce uma ova! Mandem esses cascateiros, golpistas de 1964 fundados com grana ianque, veículo de comunicação oficial da ditadura, enganarem os outros na casa do cacete!

Tudo pra essa porcaria de emissora é negócio. Chama-se a atenção dos telespectadores com um discurso ufanista e sentimentalista para que eles sejam atraídos a darem audiência, mas o teor da notícia sempre é de forma a respaldar os interesses da elite nacional submissa a uma visão imperialista. Se a Globo torcesse pro Brasil, não seria a emissora oficial da ditadura Se a Globo torcesse pro Brasil, não teria se omitido para cobrir o movimento das diretas já. Se a Globo torcesse pro Brasil, não tentaria ser dona do futebol brasileiro. Se a Globo torcesse para o Brasil, não enganaria o telespectador brasileiro da F-1 com informações falsas para criar expectativas que não podem ser cumpridas.

A relação de Dunga com a imprensa não é das melhores, isso é fato. Mas vocês acham mera coincidência ele ter se indisposto justamente com um funcionário da Rede Globo de Manipulação?

Lucas Rafael Chianello, além da grande mídia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instruções para comentários:

1 - serão removidos pelo moderador aqueles que não estiverem relacionados com o conteúdo da postagem e/ ou conter palavras de baixo calão ou inapropriadas;

2 - para publicar seu comentário, você pode fazê-lo usando sua conta do google. CASO NÃO TIVER A CONTA DO GOOGLE OU PREFERIR NÃO USÁ-LA, escolha a opção Nome/URL e deixe a opção URL em branco que não haverá nenhum problema.