terça-feira, 18 de dezembro de 2012

SUGESTÃO DE LEITURA

Os corinthianos dizem que são bicampeões mundiais, pois é assim que a FIFA reconhece. Como não reconheço a FIFA, para mim o clube do Parque São Jorge é campeão mundial uma só vez. No entanto, o fato de eu não reconhecer a FIFA não vem de ódio gratuito que já não mais nutro pelo clube alvinegro da capital paulista.

O futebol é uma mistura de magia e corrupção. Para aqueles que gostam de mensurar, nenhum governo corrupto do mundo o é tanto quanto a entidade máxima do futebol mundial. Conclusão: passei a admirar ainda mais Maradona, incansável contestador deste poder que não presta contas a ninguém, que ao contrário do bom moço e empresário Edson Arantes do Nascimento, recusou se aliar.

Ao mesmo tempo, são lindas e intrigantes as histórias de resistência acontecidas nos gramados.

Vale a pena conferir o que Eduardo Galeano nos ensina em Futebol ao sol e à sombra.

Lucas Rafael Chianello, além da grande mídia.